sábado, março 17, 2012

Série posts do facebook que eu não quero perder: 01/01/2012

"Imaginem a cena - utópica, claro. A pessoa programa a passagem de retorno da Europa de forma a passar a virada de ano no seu país, junto dos seus amigos queridos. Chega do outro continente, toma um banho em casa, coloca perfume, vestido, sapatilha de veludo rosa, pega o carro e vai para o sítio onde já estão, desde mais cedo, os amigos. Se perde no caminho para o sitio, já é noite. Em poucas horas, um novo ano começa. Não conhece bem o local, há muita lama e a escuridão não ajuda na localização. Cai num buraco com o carro, primeiro com um pneu e, não contente com isso, cai com o carro inteiro. O lugar parece perigoso, então, saem todos do carro às pressas, afundando completamente na lama. O lugar realmente parece perigoso e o sapatinho de veludo, totalmente destruído, e a roupa suja de lama são os menores dos problemas. Escuta uma música de igreja, corre até ela, é uma casa, pede ajuda com medo do que possa vir a encontrar. E ali toma sua última lição do ano de humildade e confiança no próximo: cerca de 15 homens, saídos de todas as casas daquela rua escura, erguem o carro da vala no braço. Todos os homens, repletos de lama, ficam felizes por terem ajudado. A pessoa que voltara da Europa, repleta de lama, acaba terrivelmente envergonhada por duvidar tanto da capacidade do próximo de ajudar desinteressadamente.
Que em 2012 possamos acreditar que ainda existe altruísmo genuíno dentro de todos nós. E, de preferência, exercitá-lo, mas só acreditar já é um grande passo.
Um feliz ano novo!"

Texto publicado em 01.01.2012. Qualquer semelhança com a minha vida é mera coincidência. Original e comentários em http://www.facebook.com/profile.php?id=100000932523481&sk=photos#!/profile.php?id=1380339215

Sem comentários: